PERDA AUDITIVA

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) mais de 900 milhões de pessoas terão perda auditiva até 2050.
Quase 50% das pessoas entre 12 e 35 anos (1,1 bilhão) corre o risco de sofrer perda auditiva devido à exposição prolongada e excessiva à sons altos-incluindo por meio de dispositivos de áudios pessoais.


Existem várias causas para perda auditiva entre elas: envelhecimento, perfuração timpânica, otites de repetição, síndromes etc.
Mas hoje eu vou falar sobre a perda auditiva induzida por ruído.

(PAIR)
CAUSA DA PERDA AUDITIVA INDUZIDA POR RUÍDO
Quando o ruído é intenso e a exposição é continuada em média 85 dB por oito horas por dia ocorrem alterações estruturais na orelha interna. Isso gera perda auditiva.


Essa perda auditiva (PAIR) é irreversível , ou seja não existe tratamento . Além disso , essa perda auditiva acomete os dois ouvidos e pode vir acompanhada de zumbidos.


Algumas perdas auditivas condutivas causadas por resfriados, otites etc tendem à melhorar. Mas esse tipo de perda auditiva (PAIR) não.
Tendem à piorar quando não diagnosticada por fonoaudiólogo ou otorrino .


O QUE O INDIVÍDUO COM PERDA AUDITIVA PODE APRESENTAR ?

Como consequência da perda auditiva ( PAIR) é comum que o indivíduo sinta:
-DIFICULDADE DE COMPREENSÃO DE FALA, GERANDO PROBLEMAS DE COMUNICAÇÃO
-FADIGA E DIFICULDADE ATENCIONAL
-ANSIEDADE, DEPRESSÃO, STRESS
– IRRITAÇÃO
– ISOLAMENTO SOCIAL
-ALTERAÇÕES DO SONO (INSÔNIA)
-TRANSTORNOS CARDIOVASCULARES
-BAIXO RENDIMENTO NO TRABALHO
-ACIDENTES NO TRABALHO
-IMPOTÊNCIA SEXUAL
QUAIS PROFISSIONAIS SÃO CAPACITADOS PARA A IDENTIFICAÇÃO DA PERDA AUDITIVA INDUZIDA POR RUÍDO?

O Fonoaudiólogo é o profissional capacitado para a realização do exame de audiometria e o otorrinolaringologista é o profissional capacitado para diagnosticar acompanhar a evolução do caso.


PREVENÇÃO DA PERDA AUDITIVA INDUZIDA POR RUÍDO
Existe um programa de atenção auditiva realizado por fonoaudiólogos nas empresas . O PCA

O PCA também conhecido como: Programa de Conservação Auditiva, que está agregado ao PPRA e PCMSO é previsto na NR-9 e são medidas coordenadas que previnem a instalação ou evolução das perdas auditivas ocupacionais, é um processo contínuo e dinâmico de implantação de rotinas nas empresas.


Onde existir o risco para audição do trabalhador há necessidade de implantação do PCA. Assegurando assim maior segurança para o empregado e empregador.

Luciana Reis
Fonoaudióloga- Especialista em Audiologia
Dra. Luciana Reis é colunista colaboradora da HSE Health para assuntos relacionados á audição – saúde do trabalhador
www.centrodefonoaudiologia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *